Ilha da Armona, Olhão.

A Ilha da Armona é uma ilha portuguesa. Pertence ao concelho de Olhão, estando integrada no Parque Natural da Ria Formosa (Latitude: 37.03ºN, Longitude: 7.77ºW). A ligação à cidade de Olhão é feita diariamente, de hora a hora, no Verão, com um horário um pouco mais reduzido no Inverno.

A ilha é constituída por praias voltadas para a Ria Formosa e voltadas para o mar. Dispõe de um parque de campismo e de cabanas de aluguer, sendo também possível alugar casas particulares. Existem ainda diversos restaurantes, perto do molhe, alguns deles com tradição familiar, já passados de geração para geração.

Os adeptos dos desportos náuticos também encontram na ilha da Armona um bom local para os praticarem. Canoagem, vela e mergulho são apenas alguns exemplos. A pesca recreativa é também bastante popular.

Para além da parte habitada da ilha, existe uma secção de cariz mais selvagem, onde é possível encontrar, por exemplo, camaleões e outros exemplares da fauna local.

Anúncios

Árvore tricolor…

FARO.

Uma lindíssima árvore de três cores: amarelo, verde e castanho. Não sei o nome mas sei que vale a pena passar por lá para ver.

Está em Faro, junto às piscinas.

Cardos secos…

CARDOS SECOS
Outra planta silvestre que depois de seca continua a ter a sua beleza. Uma das vantagens de caminhar pelos campos é a de podermos apreciar a Natureza, em qualquer Estação do Ano.

Os pinheiros…

Em Olhão, no Circuito de Manutenção dos Pinheiros de Marim a Primavera está cumprindo o seu ciclo anual, mostrando já os novos rebentos.

O Pinheiro é usado como símbolo do Natal. Diz a lenda que, quando Cristo nasceu, as árvores em seu redor queriam dar-lhe presentes. Apenas o pinheiro, pobre pinheiro, não tinha presentes para dar ao “rei”. Com pena da árvore, as estrelas decidiram enfeitar o pinheiro, cobrindo-o com elas mesmas e palha. Assim, o pinheiro virou o símbolo do Natal e, por isso, as pessoas enfeitam as árvores de Natal.

Os pinheiros são árvores pertencentes à divisão Pinophyta, tradicionalmente incluída no grupo das gimnospérmicas. São nativos, a maioria do Hemisfério Norte. Na América do Norte, com diversidade mais alta no México e na Califórnia. Na Eurásia, eles ocorrem desde Portugal e leste da Escócia até ao extremo oriental da Rússia, Japão, Norte de África, o Himalaia com uma espécie formando a floresta de coníferas subtropical, o (Pinheiro de Sumatra) que já cruzou o Equador em Sumatra. Os pinheiros são também plantados extensivamente em muitas partes do Hemisfério Sul.

As flores que nos rodeiam…

Olhão.

Folhas secas.Com a vinda da Primavera, juntam-se os velhos com os novos, isto é, as folhas velhas vão secando, enquanto as novas lhes passam à frente. Mas a velhice, apesar de tudo, não deixa de ter a sua beleza. Na Natureza tudo se conjuga e nada se perde e tudo se transforma.

 

Caminhada em Vila do Bispo, 1-4-2012

Caminhada em Vila do Bispo, 1-4-2012

Vila do Bispo é uma vila portuguesa no Distrito de Faro, região e sub-região do Algarve, com cerca de 918 habitantes (2011).
Hoje viemos a uma Marcha-Corrida, a esta vila, organizado pelo ID em colaboração com a autarquia local.
Todos os Domingos fazemos uma Caminhada num local diferente do Algarve.
Dia 15 de Abril é no Cerro das Pedras, na Fóia, em Monchique.

Imagem

%d bloggers like this: