SALMÃO ESTUFADO COM LEGUMES.

SALMÃO ESTUFADO COM LEGUMES.
Hoje apeteceu-me uma comida leve se bem que eu raramente como comidas pesadas e gordurosas. Meti os legumes num tacho com muito pouca água e um fio de azeite, para cozeram em vapor durante uns 20 minutos e só no final juntei o salmão cuja cozedura não deve ir além de 10 minutos para não se tornar muito seco.
Depois é só empratar e saborear.Imagem

Anúncios

BIFE DE PORCO FRITO COM ALHOS E FAVAS GUISADAS.

BIFE DE PORCO FRITO COM ALHOS E FAVAS GUISADAS.

O almoço de hoje foi muito nacional.

ImagemO Bife de Porco Frito com Alhos é uma especialidade lisboeta e as Favas Guisadas são do Algarve.

As duas combinam maravilhosamente.

DOURADA ASSADA NO FORNO COM BATATAS E SALADA DE GASPACHO.

ImagemO meu almoço de hoje.

Se prefere uma Dourada de Oceano vá a um Mercado Municipal onde provavelmente encontra mas se não se importa das de viveiro, então vá a qualquer supermercado. 

(Tradicionalmente, a dourada era criada de forma extensiva em lagunas costeiras e albufeiras de águas salobras, nomeadamente em valicultura no Norte da Itália e em esteros no Sul de Espanha. Na década de 1980, a reprodução artificial da dourada começou a ser introduzida com sucesso e foram então desenvolvidos sistemas de criação intensiva, sobretudo em jaulas no mar. A dourada, que deve o seu nome à sua cabeça prateada, tornou-se assim num dos principais peixes produzidos na aquicultura europeia.)

CARAPAUS FRITOS COM ARROZ DE TOMATE.

Neste país, quem é que não gosta disto.
É talvez um dos pratos mais sulistas de Portugal. 
O arroz pode ser de muita coisa, mas é o de tomate que melhor se encaixa.Imagem

SOPA DE BACALHAU COM LEGUMES.

SOPA DE BACALHAU COM LEGUMES.
Adoro sopas. É neste tempo frio e chuvoso que elas sabem melhor. Eu tenho uma forma muito peculiar de as fazer. Vou ao frigorifico e tudo o que é legumes deito na panela. Depois é só escolher o ingrediente principal. Hoje foi bacalhau. Cozo os legumes em 20 minutos no mínimo (gasta-se muito menos gás no mínimo do que no máximo e coze igual), depois acrescento o bacalhau por 10 minuto apenas. Quanto mais se cozer o bacalhau mais rijo fica. O azeite só o deito quando já estiver no prato. Depois é só saborear. Nada de refogados. Esta malga tem apenas cebolas, alhos, couve-de-bruxelas, pimento vermelho, milho, couve-flor, cenouras, ervilhas, os talos das alfaces, os talos da salsa e brócolos. E nem sequer coloquei metade dos legumes que tenho no frigorifico.
Comam sopa variando. É barato.Imagem

 

MASSINHA DE COTOVELOS COM TAMBORIL E CAMARÕES.

Este é um prato de inverno. Porque tem caldo e é quentinho. Um prato de gente que trabalhava duro. Antigamente era um prato de gente pobre. A massa é (e sempre foi) das coisas alimentícias mais baratas. Usavam-se os peixes também mais baratos, como a cavala. O Tamboril e o Camarão são uma imposição do Turismo. ‘Para inglês ver’ como nós dizemos.Imagem

SALMÃO NO FORNO COM BATATAS E LEGUMES

SALMÃO NO FORNO COM BATATAS E LEGUMES

SALMÃO
Aqui há uns anos atrás pouca gente sabia o que era um salmão. Agora é dos peixes mais corriqueiros da atualidade, graças à aquacultura.É rico em Omega 3, Ferro, Magnésio, Potássio, Zinco, Selénio, Fósforo, além das Vitaminas B12, A, B (B1,B5, B69). Com tantos predicados quem é que não arrisca por este peixe.
(O salmão é um grande peixe da família Salmonidae, que também inclui as trutas. Peculiar aos mares e rios europeus, é muito procurado pela sua apreciadíssima carne rosada, muito saborosa, e criado em aquacultura, especialmente a espécie Salmo salar.
O salmão do Oceano Atlântico volta do mar à água doce para se reproduzir, quase sempre ao mesmo rio em que nasceu. À medida que se aproxima a época da procriação, a cabeça do macho muda de forma, alongando e curvando a mandíbula inferior em forma de gancho e a carne ganha uma coloração esbranquiçada. Enquanto o salmão do Oceano Pacífico morre após a reprodução, o do Atlântico reproduz-se mais de uma vez.
A cor vermelha do salmão é devido a um pigmento chamado astaxantina.
O Rio Minho continua a ser o “El Dorado” Português para quem procura o salmão atlântico. Se soubermos tratar bem desta riqueza, poderemos um dia ambicionar em competir, em termos turísticos, com os grandes destinos internacionais da pesca ao salmão.)

Imagem

Previous Older Entries

%d bloggers like this: