CATOS SILVESTRES.

CATOS SILVESTRES.
Este encontrei-o em S. Marcos da Serra bem no meio do matagal. Alguém se deve ter esquecido dele, nalgum local que já deve ter sido habitado e que, devido à desertificação do país acabou por ficar sózinho, mas ele não se preocupou porque está no seu ambiente. Também tenho alguns no meu jardim e penso que não me engano quando lhe chamo ‘Aloe squarrosa’. Mas o que me deixou curioso é que os meus nunca dão mais que um galho com flores, mas este num único galho consegue ainda ter mais quatro, o que é obra. A Liberdade é outra coisa.aloe-squarrosa-em-sao-marcos-da-serra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: