PALÁCIO IMPERIAL DO JAPÃO (Tóquio):

A entrada principal do Palácio Imperial.

PALÁCIO IMPERIAL DO JAPÃO (Tóquio) – Também chamado Palácio Imperial de Tóquio, é a residência oficial do Imperador do Japão. Está localizado no distrito de Chiyoda, no centro de Tóquio, próximo da Estação Tóquio. A propriedade imperial tem, aproximadamente, o mesmo tamanho do Central Park, cuja área é de 3,41 km², mas a área total, incluindo os jardins, é de 7,41 km². Após a capitulação do Shogunato e a restauração Meiji, os habitantes, incluindo o Shogun Tokugawa Yoshinobu, foram obrigados a desocupar as instalações do Castelo do Edo, construído em 1457 pelo samurai Ōta Dōkan. Ao longo dos anos o castelo sofreu incêndios e terramotos e dos escombros renasceu o actual Palácio. Em 1868 o imperador deixou o Palácio Imperial de Kioto para se fixar em Tóquio e a sua nova residência oficial foi rebaptizada Castelo de Tóquio em Outubro de 1868 e depois renomeado Castelo Imperial em 1869. O Palácio foi bombardeado e quase destruído (apesar da crença popular de que um lago cheio de peixes iria assustar as bombas à distância) durante a Segunda Guerra Mundial, mas foi reconstruído de forma idêntica em 1968 e contém vários edifícios, incluindo o Palácio, as residências particulares da família imperial, arquivos, museus e escritórios administrativos. Durante o auge da bolha de propriedade japonesa em 1980, os jardins do Palácio foram avaliados por alguns como mais do que o valor de todos os imóveis no estado da Califórnia. Hoje, a maior parte do Palácio está fora do acesso público, mas a Agência da Casa Imperial organiza visitas. Por outro lado, os Jardins Orientais estão habitualmente acessíveis aos turistas. A parte mais interior do complexo é aberta ao público apenas duas vezes por ano. No aniversário do imperador Akihito, a 23 de Setembro e no Ano Novo, 2 de Janeiro. Para se obter a melhor vista do Palácio é conveniente ficar perto da Ponte Nijubashi. Foi o que eu fiz no dia 30-10-1976 quando também eu procurei espreitar o Palácio. O navio “Tss Fairstar” ficou atracado na cidade de Yokohama. Eu meti-me no comboio-bala (Shinkansen, um comboio rapidíssimo) e saí na Estação de Tóquio que fica perto do Palácio. Lembro-me que fui apreciando os bonitos parques da cidade com alguns eventos em exibição e com um coreto onde se ouvia música ao vivo até que fui parar precisamente à entrada do Palácio. A foto mostra precisamente a entrada principal do Palácio que fica sobre uma das duas pontes sobre o fosso. Dizem que a Ponte Nijubashi é o local mais fotografado do Japão. Parece que desta vez o Palácio escapou a esta última tragédia que há dias assolou o Japão. As coisas estão muito feias lá pelo país do sol nascente e os japoneses vão penar muito para conseguirem reerguer o país. Dizem que esta desgraça atrasou o Japão em, no mínimo, 15 anos. No entanto, daqui por 15 anos, provavelmente, terão já ultrapassado o problema, enquanto nós, provavelmente, estaremos na mesma… ou pior.

 

Advertisements

2 comentários (+add yours?)

  1. joice caroline
    Nov 23, 2011 @ 22:10:47

    eu gostei é muito interessante

    Responder

  2. joice caroline
    Nov 23, 2011 @ 22:11:39

    eu gostei muito eu achei muito interessante

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: