MESQUITA-CATEDRAL DE CÓRDOBA (Espanha):

A Sala de Orações com as suas 500 colunas.

MESQUITA-CATEDRAL DE CÓRDOBA – É também conhecida apenas como Mesquita de Córdoba ou Catedral de Córdoba e situa-se na cidade de Córdoba, na Andaluzia, Espanha. Data do século X, quando a cidade de Córdoba atingiu o seu apogeu, sob o governo do emir Abderramão III, um dos maiores governantes da história islâmica. Naquele tempo, Córdoba era a cidade mais próspera da Europa, ofuscando Bizâncio e Bagdad em ciências, cultura e artes. Por esta altura era também a cidade mais povoada do mundo. A Catedral é um exemplo da fusão entre a cultura islâmica e cristã. A Mesquita de Córdoba foi construída por Adul Raham I em 780, que queria uma mesquita como a do califado de Damasco onde a sua dinastia tinha sido abolida pelos Abassidas. Assim, ele decidiu construir a maior mesquita do mundo sobre o que tinha sido a Igreja de São Vicente. Esta primeira versão possuía 12 vãos assentados em 110 colunas de mármore. As primeiras obras de ampliação tiveram início no reinado de Amir Abd Al-Rehmam II (822-852) entre 832 e 848 quando a superfície duplicou e o número de colunas passou para 200. Oitenta anos depois a Mesquita sofreu novas ampliações no reinado de Abd Al-Rehmam III (912-961), e por fim ganhou o seu aspecto definitivo alguns anos depois com novas ampliações no reinado de Al-Hakam (961-976). A decoração da Mesquita foi obra do Califa Al-Hakam II. A actual Mesquita ocupa 23400m², tem quase 500 arcos e colunas que se sobrepõem. Esta obra apresenta uma confluência artística onde se vê o estilo califal, a influência bizantina do Médio Oriente e os elementos visigodos e hispano-romanos. A Mesquita foi consagrada como catedral cristã no mesmo ano em que Córdoba foi reconquistada em 1236. A história do Gharb Al-Andalus desperta sentimentos e emoções apaixonadas, discussões acesas e opiniões contraditórias. Foi um espaço de convivência de raças e etnias, de modelos de organização social e política, de experiências espirituais, de florescimento cultural. Apesar de, para muita gente, ser uma história de antagonismos e violência, quanto melhor se conhece o espaço, mais se assenta que foi essencialmente uma história de respeito e tolerância. Construída sobre os restos de algumas construções romanas, tem uma particularidade, é que todas as colunas são diferentes umas das outras porque pertenciam às várias construções romanas existentes em Córdoba aquando da chegada dos árabes. Estas colunas foram utilizadas na construção da Mesquita e realmente há fileiras em que se vêm colunas de mármore branco, mármore preto, granito, colunas lisas e colunas com baixo-relevo. E o mais impressionante de tudo: há duas colunas que foram retiradas  de um coliseu romano (onde, como se sabe, eram feitos os jogos em que milhares de escravos eram torturados até à morte). Essas duas colunas estão arranhadas… vê-se e sente-se passando a mão, as profundas marcas deixadas por escravos desesperados. O rei Afonso X supervisionou a construção da Capela Villaviciosa e a Capela Real no âmbito da estrutura da Mesquita. Os reis que o seguiram adicionaram mais funcionalidades cristãs. Enrique II construiu a capela no sec. XIV, outra nave foi construída com o patrocínio de Carlos V, rei de uma Espanha unida. O pesado e incongruente Coro Barroco foi sancionado no coração da Mesquita por Carlos V em 1520. Artistas e arquitectos continuaram a aumentar a estrutura existente até ao final do séc. XVIII tornando a Mesquita numa intrigante estranheza arquitectónica. Por aqui passei em 25-1-1987 em que visitei de alto abaixo todo o local e a cidade. Entre muros temos o Pátio das Laranjas que mantém o seu estilo mourisco e que na Primavera é perfumado com flores de laranjeira com um belo chafariz. A Torre de Alminar, o minarete, que era usado para convocar os fiéis à oração, tem um campanário barroco e os visitantes podem subir ao topo para apreciar uma vista panorâmica da cidade e arredores.

Anúncios

3 comentários (+add yours?)

  1. Clovis Braz
    Abr 02, 2011 @ 02:42:38

    Caro amigos sou estudante de Arquitetura e estou fazendo uma pesquisa sobre a catedral de cordoba (espanha) mais essas pesquisas so podem ser atraves de livros, mais infelismente ja pesquisei mais de 20 livros e não achei nada.
    Por favor quem poder me ajudar atraves de referencias de livros me passam os contatos.
    Muito obrigado, no aguardo.

    Responder

  2. Clovis Braz
    Abr 02, 2011 @ 02:43:28

    me ajudem… por favor.

    Responder

  3. Clovis Braz
    Abr 02, 2011 @ 02:44:30

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: