ZURIQUE (Suíça):

Vista da cidade.

ZURIQUE (Suíça) – É a maior cidade da Suíça e fica situada no nordeste do país, no centro da zona germanófila. É a capital do Cantão de Zurique e faz parte da Suíça desde 1351. A norte fica o lago de Zurique e do lago surge o rio Limmat que cruza a cidade na direcção noroeste. A origem do nome está provavelmente nas línguas celtas com a palavra Turus. Os celtas colonizaram a área pelo menos desde 500 aC e o nome romano da cidade era Turicum. A cidade foi destruída no séc. V pelos alamanos. Converteu-se em cidade imperial em 1218, entrando na Confederação Helvética em 1351 e obtendo grande importância, graças à aquisição de numerosos condados vizinhos e à grande prosperidade do seu artesanato têxtil. Ulrico Zuínglio introduziu a reforma protestante a partir de 1519. A cidade e o cantão foram governados pela rica burguesia protestante até à reforma liberal de 1830. Situada na margem leste do rio Limmat, a Grossmünsteer ressalta na paisagem pela imponência das suas duas torres simétricas. No exterior, a porta de bronze da entrada principal é ladeada por um portal românico. A estátua representativa de Carlos Magno, bem visível na torre sul, é uma reprodução. O original que se encontrava nesse mesmo lugar, foi deslocado, para sua preservação, para a cripta da igreja. Segundo a lenda, Carlos Magno, entre os finais do séc. VIII e o inicio do séc. IX, havia fundado uma igreja, neste mesmo local, sobre os túmulos das mártires Santa Felícia e de Santa Régula. A construção do actual templo iniciou-se por volta de 1100, tendo as cúpulas sido concluídas quase quatro séculos depois. No seu interior, ressaltam vitrais de Augusto Giacometti, datados de 1932. Zurique é o centro financeiro da Suíça e uma das bolsas de valores mais importantes da Europa. Actualmente cerca de um quarto das actividades da cidade estão ligadas ao sector financeiro. Um dos factores que ajudam a atrair investimentos na região de Zurique são os baixos impostos e a possibilidade de grandes empresas fazerem acordos com as autoridades para conseguirem “impostos personalizados”. Foi considerada a cidade com melhor qualidade de vida do mundo mas é também uma das cidades mais caras do mundo. Zurique é também o mais importante centro de transportes da Suíça. Tem o maior aeroporto do país e da região dos Alpes. Por isso eu passava muito por aqui nas minhas deslocações aéreas à volta do mundo. Era quase sempre a entrada ou a saída da Europa. Quando se fala de opções gastronómicas, Zurique é talvez a mais cosmopolita. Os conhecedores internacionais podem escolher entre mais de duas mil ofertas de estabelecimentos gastronómicos, passando pelo inovador Restaurant Theater II, que faz cozinha molecular de grande efeito, até ao tradicional Oepfelchammer, onde um dos clientes famosos era o autor Gottfried Keller (escritor suíço de literatura alemã). Mas a cidade vai além da sua tradição culinária com Centros Comerciais para todos os gostos, artesanato de primeira qualidade, noite movimentada e vida cultural intensa.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: