BANGKOK (Tailândia):

Bangkok, a veneza do oriente.

BANGKOK (Tailândia) – É a capital, a maior área urbana e a cidade principal da Tailândia. Conhecida em tailandês por Krung Thep Maha Nakhon, que significa “Cidade dos Anjos” e começou por ser um pequeno posto comercial na foz do rio Chao Phrava, com o nome de Bang Makok,  durante o reino de Ayutthava, que era a capital de Siam até que caiu nas mãos da Birmânia em 1767. Em 1782, a capital foi estabelecida em Thon Buri (agora parte de Bangkok) do lado oeste do rio. O rei Rama I construiu um palácio sobre a orelha do rio e fez de Bangkok a sua capital, renomeando-a Krung Thep Maha Nakhon. Bangkok fica cerca de 2 metros acima do nível do mar, que causa problemas para a protecção da cidade contra as inundações durante a estação das monções. Muitas vezes, após uma chuva torrencial, as águas nos canais e do rio transbordam os bancos, resultando em grandes inundações. Circulam boatos de que a cidade se está afundando numa média de dois centímetros por ano, uma vez que está inteiramente construída num pântano. Bangkok tem uma área administrativa especial de 1568 km² tornando-se a maior província da Tailândia. O rio Chao Phrava, que se estende por 372 km é a principal característica geográfica de Bangkok. A bacia do rio, a área em redor de Bangkok e as províncias vizinhas compreendem uma série de planícies e deltas de rios que levam até à baía de Bangkok cerca de 30 kms ao sul do centro da cidade. Isto deu origem à denominação de Bangkok como A Veneza do Oriente, devido ao número de canais e passagens que dividem a área em porções separadas da terra. Outrora, a cidade usava a abundância destes canais em si, como divisões dos bairros da cidade. No entanto, como a cidade cresceu tanto na segunda metade do século passado, o plano foi abandonado e um sistema diferente de divisão foi aprovado. Quando viajava de Lisboa para Sydney por via aérea quase sempre tinha um ou dois dias para percorrer a cidade e o movimento incrível dos canais, com tanto barquinho para cá e para lá eu passava horas observando toda aquela azáfama.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: