CAMINHADA AO CIRCUITO DE MANUTENÇÃO DE OLHÃO:

OLHÃO, 26/MARÇO/2010 = As turmas das aulas de Ginástica do Desporto Sénior resolveram fazer uma Caminhada, porque o dia prometia e variava a monotonia da humidade do Pavihão onde costumamos fazer a nossa ginástica. Alguém dedidiu que iriamos até ao Circuito de Manutenção junto ao Parque de Campismo. E daqui saímos às 9,10 da manhã, atrazados, como mandam as boas normas deste País.

E desorganizados como somos lá partimos todos à balda, cada um por si. mas sabendo que todos que todos lá chegaríamos. Aqui tenho que fazer um reparo. Não sei quem é que organizou a caminhada mas quem o fez devia ter em conta que isto de tomar conta de séniores é o mesmo que tomar conta de crianças, embora nenhum de nós goste de o admitir. Neste caso, de uma caminhada, o (ou os) professor devia ir à frente e levar toda a gente atrás, para evitar que cada um vá por seu lado sem ter a certeza de ir bem ou mal, indo uns por um lado e outros por outro. Eu sei perfeitamente que os professores procuram dar-nos o máximo de liberdade tanto mais que ninguém é obrigado a andar aqui nem tão pouco se justificam regras rigidas. Mas um pouco mais de organização também não fazia mal a ninguém.Tirando isto, até que correu tudo muito bem. Toda a gente fez exercício, todos se divertiram e todos comeram e beberam.

E agora falemos de flores. Sim, porque as flores também fazem parte das nossas vidas. Observá-las é das poucas coisas que um velho pode e sabe fazer bem. Já reparou que estas duas preciosidades estavam (e estão) mesmo em frente ao Pavilhão de onde saímos tantas vezes? Quando caminhar não vá só olhando para o chão, embora olhar para o chão, na nossa idade também é muito importante. Temos que saber onde pomos os pés mas também é bom colocar os olhos em coisas lindas, como por exemplo, as flores. De qualquer forma, se não gosta de flores, experimente apreciar os desenhos das calçadas portuguesas. Já não precisa de levantar a cabeça. E olhem que sou eu que vos digo. Já viajei por todos os Continentes, já naveguei por todos os mares e há poucos países onde eu ainda não estive e garanto-vos que não há nenhum outro país neste Mundo com Calçadas lindas empedradas à nossa maneira. Por isso, olhar as flores, pode ser um passatempo muito agradável. Tal como apreciar os desenhos das Calçadas à Portuguesa e em Olhão há muito que ver. Outro agradável passatempo são os azulejos. Sabiam que há mais azulejos em Portugal do que em toda a Europa? Mas há muito mais coisas interessantes. É só abrir os olhos, largar o sofá e vir para a rua. Se calhar, você nem conhece a sua rua. Sabe o que é uma Platibanda? Em Olhão deve haver tantas como as casas que têm açoteias. Uma platibanda é o muro de uma açoteia. O muro da açoteia que vira para a rua normalmente tem um desenho. É um bocado difícil encontrar dois desenhos iguais. Vá observando e verá que é um divertido passatempo apreciar os respectivos desenhos.

Para continuar, tivemos que atravessar a linha do comboio. Pular em cima de pedras não é fácil para alguns mas acaba por ser diferente e divertido andarmos aos saltinhos.

E lá vamos pela Avenida fora. Passámos a ponte onde fomos obrigados a apreciar os ‘graffitis’ selvagens. Uma forma de arte moderna que nós, os velhos, não compreendemos lá muito bem. Fomos criados com paredes brancas e limpas e de repente, sujam-nos as paredes das nossas casas e ainda temos que nos calar porque de arte não entendemos nada. Modernisses.

Mas deixemo-nos de coisas tristes. É muito mais interessante e reconfortante apreciar o que nos vai aparecendo nas bermas da avenida por onde vamos caminhando. Observem só estas Piteiras-da-Índia, que já dão figos e das Mimosas que já dão flor. Hoje já ninguém liga aos figos das Piteiras, mas noutros tempos em que a fome apertava estes figuinhos eram um autentico petisco. Lembro-me que lá no Ribatejo onde nasci eu costumava roubar a tenás da lareira dos meus avós para ir aos figos-de-piteira. Quase sempre as mãos do meu avô sacudiam o meu rabo deixando-o cor-de-rosa e as mãos da minha avó pacientemente me aliviavam dos espinhos com a ajuda de azeite. As Mimosas, que sempre aparecem por altura do Carnaval à Páscoa, serviam para alegrar as jarras de flores que naquele tempo não dava para mais. Outros tempos.

Já repararam nestas plantas? Não são bonitas? É uma ‘Agave Attenuata’ e tenho uma no meu quintal à já alguns anos. Está sempre verdinha.

E que dizer da Alfarroba? Está verdinha agora. Depois, lá para o fim do Verão ficará preta e dura. Outra planta que disfarçava a fome doutros tempos. A malta nova agora nem sequer sabe o que é quando olham para elas. Ainda bem que eles não têm que passar a fome que nós passámos.

Uma cena que já raramente se vê. Algum cigano que deixou aqui o animal para aproveitar os bons pastos desta altura do ano. Antigamente, esta era uma cena quotidiana. Até os animais vão desaparecendo. Assim como nós.

E a malta lá vai indo, apreciando as belas vivendas de gente abastada e as flores das Mimosas que temos que aproveitar agora antes que murchem.

Quem vive na cidade nem se apercebe da beleza do campo. Foi só andarmos um pouco e entrarmos neste pinhal para que a cidade deixasse de existir e os nossos olhos apreciassem tanto verde e amarelo.

E chegámos ao Circuito de Manutenção. Há que relaxar um pouco. Cada um acomoda-se.

A paisagem verde e amarela é um espectáculo.

Mas as flores silvestres continuam a chamar a minha atenção. Linda, não é?

O pessoal vai enchendo os pulmões deste ar puro enquanto esperamos por novas orientações.

E a Profª Elsa diz como é: 3 voltas ao circuito para aquecer.

E nós lá vamos. Está tudo cheio de vontade de andar.

A Profª Elsa também gosta de ‘clicar’ para mais tarde recordar.

E nós caminhamos, caminhamos…

Mas surgem flores brancas e nós caminhando…

…caminhando, caminhando…

Outras flores roxas. Há muitas por aqui. Têm o condão de desenjoar o verde-amarelo.

Esta abelha anda entretida a polonizar este Arroz-dos-Muros (Sedum brevifolium).

 

Muito amerelo há nos campos na Primavera. Esta é diferente mas não sei o nome.

Até os Pinheiros têm pinhas novas de um castanho agradável no meio de tanto verde e amarelo.

Estamos quase a fazer as três voltas.

Agora é só procurar um sítio para aliviar as águas. Procurando também se encontram outras flores diferentes. E esta azulinha está a ficar bem bonita.

Mas no meio das árvores a paisagem muda um pouco. Vejam estas branquinhas à mistura com outras roxas.

Enquanto me alivio vou olhando em volta. O centro da vegetação é outro espectáculo visto daqui.

Do outro lado tem este aspecto. Mais fechado mas lindo.

Enquanto toda a gente dá ao dente atacando os folares (não me parece boa ideia esta de trazer doces, podiam ter sugerido algo mais saudável, mas também compreendo que os doces movem tanto as mulheres como o futebol move os homens) eu continuo olhando em volta.

Eu nunca como doces. Não gosto nem nunca gostei. Creio que só era capaz de comer um doce se estivesse a morrer de fome. Eu vim bem alimentado de casa. Não saio de casa sem tomar um bom pequeno-almoço de leite, cereias e fruta. O resto é paisagem… como esta, em cima.

Mas a festa ainda não acabou. As mulheres, quando querem, têm mais energia que os homens, se calhar é dos doces. Estão sempre saltando.

Para bailar, então, estão sempre prontas. Mesmo cansadas.

Olhem bem p’ra isto. Elas parece que estão sempre ligadas à corrente.

Aqui a Apolónia não pára o dia todo. Quanto mais cansada está mais energia tem. Mulheres.

E também comem. Limpam tudo. Nunca dizem que não a um docinho.

E chegou a hora da descompressão. Toca a relaxar. O Helder gosta muito destes exercícios.

E iniciamos o regresso passando pelas Mimosas floridas.

A Caminhada foi agradável, melhor que muitas Marchas-Passeios que nós fazemos aos Domingos por esse Algarve fora. Esperemos que haja mais.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: