MARCHA-PASSEIO NO COROTELO:

14/FEV/2010 – Às 9 horas da manhã o autocarro da Câmara Municipal de Olhão saíu da Estação da CP em direcção ao Corotelo, perto de São Brás de Alportel para que nos integrassemos na Marcha-Passeio que hoje se realizou nesta localidade.
 
Chegámos aqui meia hora depois. Não chovia e o tempo estava mesmo bom para caminhar tanto mais que o frio (8º) não era para estar quieto. Era preciso que a malta se mexesse.
 
E o pequeno largo foi-se enchendo de pessoas que se íam cumprimentando.
A Apolónia foi apreciando os disfarces de Carnaval e havia muitos.
O aquecimento foi muito fraquinho. As Câmaras ou as Juntas de Freguesia continuam a descurar este exercício muito importante para quem vai fazer um determinado esforço tanto mais que aqui havia muitas subidas e descidas. Até houve um aquecimento o que sempre é melhor que nada mas ninguém se podia mexer pois o local escolhido era muito apertado e ainda por cima havia demasiadas viaturas a entulhar ainda mais. O que valeu foi a intervenção do Hélder que, como é o seu hábito, não consegue estar parado, vai daí começa logo a puxar pela malta e lá fomos fazendo alguns exercícios de aquecimento.
Como podem ver nesta fotografia era muito apertado para fazer exercícios de aquecimento. Nós sabemos que se trata de uma povoação da serra e que espaços largos não deve haver muitos pelo que compreendemos perfeitamente estas situações.
Devido ao facto da rua ser estreita ninguém reparou quando é que foi dada a partida e assim o pessoal foi ladeira acima.
A paisagem prometia. Apesar do esforço da subida valia a pena olhar para trás.
Até a Apolónia que vai sempre com os olhos no chão, com medo de cair, reparou nas bonitas flores à beira da estrada.
E até eu, que não perco nada, reparei neste lindo relógio de sol. Há muito tempo que não via um. E pela brancura da pedra me parece que vem das pedreiras locais, que por aqui há (ou houve) muitas.
As árvores grandes dão sempre bonitas fotografias como esta e se estiverem floridas melhor.
Ao chegar aqui ficamos de boca aberta com a paisagem. Agora é sempre a descer e apreciar. Isto de caminhar também faz bem à vista.
Mesmo olhando para trás, a vista continua impressionante o que facilita muito a caminhada.
A placa diz-nos onde estamos. Todos sabem. Mas assim a fotografia fica bem identificada.
E aqui, alguém tem dúvida de que estamos no Algarve? Claro que não. Mas uma chaminé azul? Isto só pode ser coisa de estrangeiros.
A Apolónia continua apreciando as árvores floridas. É que ela nasceu em Fevereiro.
Daqui vê-se S. Brás de Alportel lá ao fundo. A vista é espectacular e a Apolónia senta-se para apreciar.
A marcha continua e as pessoas não se cansam de apreciar a paisagem.
Apreciar a paisagem, encher os pulmões de ar puro da montanha implica andar mais devagar mas vale a pena.
Com uma paisagem destas quem é que quer andar depressa?
Esta foto foi tirada porque estas meninas queriam aparecer no boneco. Aqui está.
Aqui é que eu começo a ficar para trás. Tenho uma planta destas no meu terraço mas ainda não dá flor. É linda.
Depois aparece-me esta. É uma Kalanchoe que é conhecida por Mil Mães visto que das suas folhas saem umas bolinhas que ao cair no chão cria uma nova planta. É muito bonita mas temos que ter cuidado porque se não repararmos passado uns tempos temos o jardim cheio destas plantas. 
E em seguida vejo mais uma suculenta e estas crescem com relativa facilidade.
Mas ainda não é tudo. Também me apareceu esta suculenta de folhas largas que eu ainda não tinha. Toca de apanhar umas podas para o meu terraço e quando dou por mim já os outros íam longe.
Ao chegar ao final da caminhada tinhamos um lanche à nossa espera. Eu atraquei-me a uma fatia de folar e um sumo de maçã, que deu até chegar a casa. É engraçado porque as Câmaras da Serra são muito mais hospitaleiras do que as do Litoral. Por aqui há sempre um lanchinho para nos aconchegar. E nós agradecemos.
Viram como é fácil aconchegar a barriga até chegarmos a casa? Parece que não é nada mas depois de uma caminhada cai que nem ginjas. A todos obrigado.
Mas antes de nos irmos embora ainda gostei muito do barrete desta menina e tive que lho dizer.
Aqui fica o registo da nossa presença. Gostámos muito do passeio. Foi a Marcha-Passeio mais difícil que já fizemos, devido às subidas e descidas mas também a mais espectacular a respeito de paisagem.
E por último faço sempre um apanhado da caminhada. Àgua, laranjas, brinquedos de carnaval, jornal que não pode faltar e as plantas que vou apanhando pelo caminho.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: